Wellington Marques

Wellington Marques

(88) 9.9989.4965

Durante entrevista ao Jornal Folha de São Paulo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que a presidente Dilma Rousseff fez “um pacto com o demônio” ao oferecer cargos nos ministérios ao PMDB. O líder do PSDB disse que, com a manobra, “Dilma não vai governar, vai ser governada”.

Para Fernando Henrique Cardoso, a presidente deveria chamar os adversários para o debate de medidas urgentes de contenção de gastos públicos e reforma política.

Na opinião de Fernando Henrique, os defensores do impeachment ainda não encontraram um motivo convincente para abrir o processo de afastamento que pode tirar Dilma da Presidência. “Eu perdi a popularidade em mais de um momento, recuperei, perdi de novo, mas nunca perdi a maioria no Congresso, o respeito”, afirma o ex-presidente da República.

Sobre o possível pedido de impeachment, Fernando Henrique Cardoso, disse que “O tempo dela está se esgotando”. O ex-presidente sugere que haja uma renúncia negociada e que essa seria uma saída histórica para Dilma. “Apresentar-se como coordenadora de um verdadeiro pacto. Em que não estivesse pensando em vantagens para seu grupo político, só no futuro do país”,afirmou Fernando Henrique Cardoso.

A crise financeira que vem afetando os cofres do Governo Federal chegou, também, aos municípios  do Estado do Ceará. Segundo informações da Coelce, na última terça-feira, dia 22 de setembro, por falta de pagamento, a Coelce suspendeu o fornecimento de energia para prédios e órgãos das Prefeituras de Santana do Cariri, Aiuaba, Missão Velha e Chaval.

Isso foi divulgado em nota oficial da Coelce. Na nota, a empresa só tomou esta decisão de interromper o abastecimento de energia após tentar negociar o débito com essas prefeituras.

 

Quarta, 23 Setembro 2015 14:31

Rede Sustentabilidade: Agora é oficial

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (22) a concessão de registro para a Rede Sustentabilidade, partido idealizado pela ex-ministra e ex-senadora Marina Silva.

Com a decisão, a legenda fica apta a receber filiados e lançar candidatos para as eleições de 2016. É o 34º partido do país – no último dia 15, o TSE tinha autorizado o 33º, o Partido Novo.

Em 2013
Os fundadores da Rede tentaram obter o registro em 2013, a fim de lançar Marina candidata à Presidência pela legenda no ano passado, mas tiveram o pedido negado por falta do apoio mínimo necessário na ocasião. A ex-senadora acabou disputando a eleição presidencial porque se filiou ao PSB e integrou, como vice, a chapa encabeçada pelo ex-governador Eduardo Campos. Ela se tornou candidata a presidente após a morte de Campos em um acidente aéreo – obteve 22,1 milhões de votos e ficou em terceiro lugar, atrás de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).

Em 2013, a Rede havia apresentado assinaturas de 442 mil eleitores validadas pelos cartórios eleitorais, mas a lei exigia 492 mil, o equivalente a 0,5% dos votos dados para os deputados federais nas eleições de 2010.

Nova tentativa
Em maio deste ano, Marina apresentou outras 56,1 mil assinaturas, somando apoio de 498 mil eleitores, acima do exigido atualmente (486,6 mil eleitores). No fim de agosto, o vice-procurador-geral eleitoral, Eugênio Aragão, se manifestou favoravelmente ao registro da Rede. Para ele, a nova legenda não precisaria apresentar mais assinaturas, de pessoas não filiadas a outros partidos, uma nova exigência aprovada neste ano pelo Congresso para a obtenção de autorização pela Justiça Eleitoral.

Em votação
Na sessão desta terça, o pedido de registro teve os votos favoráveis do relator, João Otávio de Noronha, e dos ministros Herman Benjamin, Henrique Neves, Luciana Lóssio, Gilmar Mendes, Rosa Weber e do presidente do TSE, Dias Toffoli. Em seu voto, Gilmar Mendes lembrou da dificuldade de Marina em registrar o partido e ao final elogiou a participação da ex-senadora na eleição do ano passado. “Marina perdeu as eleições, mas ganhou a nossa admiração. Portanto, perdeu ganhando”,afirmou.

Número de partidos
Ao final do julgamento, Dias Toffoli chamou a atenção para o crescimento do número de legendas no país. “A se manter esse sistema, da distribuição do tempo de TV e do Fundo Partidário, cada deputado federal quererá ser o seu partido político. De 34 passaremos a ter 513 partidos políticos”,afirmou, em referência ao número de deputados da Câmara.

Marina Silva
A ex-senadora acompanhou pessoalmente a sessão do TSE que aprovou a concessão de registro à Rede Sustentabilidade. Após a decisão dos ministros, ela disse que o objetivo do novo partido é colocar a sustentabilidade “no centro da discussão do desenvolvimento econômico e social” do país.

“Uma das questões mais urgentes dessa agenda é a sustentabilidade política. Nos dizíamos em 2010 que iríamos perder muito daquilo que havia ganho na economia, na inclusão social e na democracia em função do atraso na política. É o atraso na política que tem levado a perdas que nos imaginávamos que não iria iríamos acontecer”, declarou.

Com informações do G1

O ex-governador e ex-ministro Cid Ferreira Gomes, saiu em defesa do prefeito Roberto Cláudio, contestando os dados apresentados pela pesquisa Ibope, divulgada esta semana. Na pesquisa Ibope, o prefeito de Fortaleza aparece sempre em último colocado entre os principais nomes que deverão disputar a prefeitura da capital.

Cid Gomes disse que a pesquisa foi contratada pelo PMDB cearense. E de acordo com o ex-governador cearense, os números são bem diferentes dos resultados de pesquisas internas que, segundo Cid Gomes, mostram o prefeito Roberto Cláudio como “primeiro colocado com mais do que o dobro de aceitação do segundo colocado”, na pesquisa espontânea: "Foi divulgada nestes dias uma pesquisa do ibope, paga pelo PMDB. Os números se contrapõem a real situação aferida por pesquisas internas. À esta distância das eleições, o cenário mais fiel é o avaliado em pergunta espontânea (quando nãop é citado nomes de candidatos). Neste caso o Prefeito Roberto Cláudio é o primeiro colocado, com mais que o dobro de citações do segundo colocado”, ressaltou Cid Gomes.

O ex-ministro Cid Gomes também disse que foram simulados alguns cenários para uma eventual disputa eleitoral em 2016, pela disputa à Prefeitura de Fortaleza. Nesta caso, Roberto Cláudio também levaria a melhor garantindo a reeleição: "Em pelo menos 5 cenários diferentes, em que são feitas perguntas com possíveis candidatos (neles lembrados os nomes de Heitor, Wagner, Luiziane, Elmano, Vitor Valim, Pastor Ronaldo e Roseno), o Prefeito Roberto Cláudio está em primeiro ou em segundo lugar em todos, garantindo assim sua presença no segundo turno”, diz Cid.

O ex-governador Cid Gomes finalizou, afirmando que qualquer outra informação não é verdadeira. Sem citar nomes, Cid faz uma crítica indireta ao PMDB, legenda que contratou a pesquisa Ibope: "O mais é lorota de quem tem nenhum apego à verdade", finalizou Cid Ferreira Gomes.

Segundo dados do grupamento do Corpo de Bombeiros de Sobral, que é responsável pó boa parte da Região Norte do Estado, foram registrados no período de julho à 20 de setembro, 424 incêndios. Os focos ocorreram em vegetações, monturos, residências, industrias, fábricas e veículos. 

 

 

Capitão Roberto Moraes
Comandante do Corpo de Bombeiros de Sobral

O Comandante do Grupamento, Capitão Roberto Moraes, disse que, neste ano, está sendo registrado um significativo aumento no número de queimadas, tanto nas cidades quanto na zona rural, sendo em sua grande maioria provocadas de forma criminosa: “Na zona urbana as pessoas utilizam o fogo para queimar o lixo doméstico e na limpeza de lotes baldios que se propagam com facilidade em virtude dos ventos fortes, temperatura elevada e baixa umidade fugindo ao controle do homem chegando a atingir residências vizinhas e dependendo da intensidade das chama”, disse o Capitão Roberto Moraes. 

Segundo ele, na Zona Rural, os proprietários dos terrenos utilizam essa prática primitiva para preparação ao plantio ou para o pasto, o que acarretam em sua grande maioria incêndios de médias e grandes proporções devido a fácil propagação: “Isso causa, diretamente, prejuízos ao meio ambiente destruindo a vegetação e animais da região, segundo estudos científicos as queimadas são a segunda maior causa do aumento do efeito estufa e aquecimento global”, explicou o Comandante do Corpo de Bombeiros, Capitão Roberto Moraes. 

Outra Situação verificada pelo militar, é que neste período são comuns os incêndios criminosos originados nas margens das rodovias federais e estaduais que rapidamente se alastram, diminuindo assim a visibilidade dos motoristas acarretando acidentes graves, o que segundo o Capitão Roberto Moraes, é uma prática criminosa: “A fumaça e a fuligem não só degrada o meio ambiente com a diminuição da qualidade do ar, como também trás sérios prejuízos a saúde humana fazer queimadas é crime! Previsto no Código Penal Brasileiro e no Código Ambiental. A Lei do Meio Ambiente (Lei Federal 9 605, de 12/2/98) diz que é crime causar poluição, de qualquer natureza”, disse o Comandante do Corpo de Bombeiros de Sobral. 

A pena para quem pratica esse tipo de crime é de reclusão, de um a quatro anos, e aplicação de multa. Caso o crime seja considerado culposo, quando não há intenção, a pena será a detenção, de seis meses a um ano, e multa: “Igualmente, provocar a queima, por ato de vandalismo ou com finalidade econômica, gerando poluição, também é crime. Por outro lado, provocar incêndio é crime inafiançável, segundo o artigo 250 do código penal”, salientou o Comando dos Bombeiros, Capitão Roberto Moraes. 

Somente no mês de agosto, cerca de 89% das ocorrências de incêndio foram sobre incêndio em vegetação. Por dia, cinco bombeiros dão plantão no quartel. A área de atuação do Corpo de Bombeiros de Sobral corresponde a 56 municípios da Região Norte, o que torna, diante do efetivo diário, quase impossível uma cobertura eficaz. 

Acompanhem, abaixo, os dados oficiais do Corpo de Bombeiros de Sobral sobre os incêndios causados em cada período e as áreas atingidas.

 

TIPOS DE INCÊNDIO

MÊS

VEGETAÇÃO

MONTURO

RESIDÊNCIA

INDUSTRIA/FÁBRICA

VEÍCULO

JULHO

63

28

4

0

1

AGOSTO

174

27

3

0

1

SETEMBRO

80

36

3

1

3

 

Com 16 metros de perfuração, surge a tão sonhada água

O Vereador Junior Balreira (PMDB), conseguiu levar para a pequena localidade rural de Sobral, no Ceará, a realização de antigo sonho das cerca de 130 famílias que vivem na localidade de Pedra Branca. 

Há pelo menos três anos, uma promessa foi feita aos moradores do local de que o problema de abastecimento de água iria ser resolvido. O projeto São José, do Governo do Estado, que estava em andamento, vem demorando na obra que trará água aos moradores, e as pessoas vêm sofrendo com a dificuldade de ter água em casa, a cada dia.

Sensibilizado com a situação, o Vereador Junior Balreira esteve no local, e depois de se deparar com a triste realizade dessas famílias, começou uma luta para conseguir resolver, ainda que temporariamente, este sofrimento das famílias de Pedra Branca. 

O parlamentar sobralense conseguiu da Secretaria de Recursos Hídricos do Ceará, a perfuração de um poço profundo. E para a alegria das pessoas que moram na localidade, com dezesseis metros de perfuração, a água jorrou na fonte, o que trouxe esperança para as famílias do lugar.

 

 Vereador Junior Balreira

O Vereador Junior Balreira conversou com a nossa reportagem, e disse que vinha acompanhando de perto todo o sofrimento do povo. Ele contou que estava no local no momento exato em que a água jorrou do poço, o que para ele, foi uma experiência de vida: "Foi um momento incrível. Pude ver no semblante de quem estava lá nesse momento, a alegria expressa nos rostos daquelas pessoas. Me sinto feliz em poder fazer parte deste momento feliz para todos os moradores de Pedra Branca. Como vereador, não podia ficar calado e nem parado diante da situação calamitosa em que viviam as cerca de 130 famílias daquela localidade", expressou, emocionado, o Vereador Junior Balreira.

Esta obra ainda não está concluída, mas uma coisa é certa: ela garantirá o abastecimento de água para todos os moradores.

As famílias agradeceram ao Vereador Junior Balreira por ter trazido para perto, água para o povo.

 

Terça, 22 Setembro 2015 10:30

4 homicídios em menos de 24 horas em Sobral

Homicídio ocorrido na manhã de terça, dia 22 de setembro

 

Em menos de 24 horas, foram registrados em Sobral quatro homicídios com armas de fogo. Em todos eles, as vítimas tinham menos de 25 anos e todos já possuíam passagem pela polícia. 

 

Crime registrado no final da manhã de segunda, dia 21.

Na manhã de terça-feira, dia 22 de setembro, um jovem foi morto à bala,no bairro Pantanal do Sumaré. Segundo a Polícia Militar, o crime foi motivado por disputa de gangues rivais. 

Na segunda-feira, dia 21 de outubro, dois jovens que trafegavam numa moto, onde segundo a polícia havia sido tomada de assalto no último dia 14, foram executados com tiros na cabeça. Este fato aconteceu na estrada que liga a cidade de Sobral ao Setor I, zona rural do Município. 

As vítimas deste caso foram identificadas com sendo John Ítalo Evangelista Ferreira, de 18 anos; a segunda vítima foi identificada apenas como “gaguinho”. Ambos residiam no bairro Padre Palhano, periferia de Sobral. 

Pela manhã do mesmo dia, Ezequiel Rodrigues Silva, 19 anos, foi morto com um tiro nas costas quando retornava do Fórum Judiciário. Ele estava com o pai dele quando foi abordado por dois homens numa moto. O autor do disparo foi preso ainda no mesmo dia por policiais militares. Francisco Clever, conhceido pela polícia como "Careca", foi conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil, de Sobral. De acordo com a polícia, o acusado é suspeito de vários homicídios realizados este ano, na cidade. 

Um outro problema registrado na cidade é que, a grande maioria desses homicídios, poucos acusados da práticas desses crimes foram presos. 

Segundo dados da própria polícia Militar, já ultrapassa 80 (84) o número de homicídios registrados na princesa do Norte. Os dados revelam ainda que, na grande maioria, as vítimas são jovens até 25 anos e já tiveram diversas passagens pela polícia. 

A nossa reportagem está preparando uma matéria especial completa sobre este tema, onde traremos dados oficiais, relatos dos familiares das vítimas e opiniões de pessoas ligadas à área de segurança.

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira, dia 21 de setembro, mostra a intenção de voto do eleitorado de Fortaleza para a disputa pela sucessão do Prefeito Roberto Cláudio na eleição de 2016.

O Ibope montou 13 cenários estimulados com nomes que já aparecem na articulação política como potenciais candidatos à disputa do ano que vem. Em todas as situações analisadas, os candidatos de oposição ao prefeito Roberto Cláudio lideram as intenções de voto. Acompanhe alguns desses cenários: 

 

Cenário 1

No primeiro deles, em que são citados 13 candidatos, o deputado estadual Heitor Férrer lidera a disputa com 18%. Os deputados Capitão Wagner e Vitor Valim vem na sequencia com 15%, cada. Com a  margem de erro em 4 pontos percentuais para mais ou para menos é possível afirmar o empate técnico entre eles. 

Moroni Torgam surge depois com 12%. Só depois aparece o atual prefeito, Roberto Cláudio, que pontua 9%. A ex-prefeita Luizianne Luizianne Lins tem 8% e Renato Roseno, 5%. Brancos ou nulos somam 10%. Não sabem ou não responderam, 4%. 

 

Cenário 2

Em um segundo cenário, o Ibope reduziu a lista de candidatos a apenas seis. Nessa situação, o deputado Capitão Wagner lidera com 21%. Vitor Valim aparece com 20% e Heitor Férrer fica com 18%. Moroni Torgam é o quarto com 14%. Com a  margem de erro em 4 pontos percentuais para mais ou para menos também é possível afirmar o empate técnico entre eles.

O prefeito Roberto Cláudio tem 8%. Renato Roseno aparece com 6%. Brancos ou nulos somam 9%. Não sabem ou não responderam, 3%. 

 

Cenário 3 - Um contra outro

Nos demais cenários, o Ibope simulou disputas entre dois candidatos. O atual prefeito não lidera em nenhuma das situações apontadas pelo instituto.


Sobre o grau de interesse pelas eleições de 2016, o Ibope aferiu que boa parte dos entrevistados ainda não teve o interesse despertado para a disputa nas urnas para a escolha de vereadores e do prefeito de Fortaleza. Confira o resultado: 

Muito interesse – 20%

Interesse médio – 24%

Pouco interesse – 21%

Nenhum interesse – 33%

Não soube ou não quis responder 2% 

O Ibope ouviu 504 eleitores de Fortaleza, maiores de 16 anos, entre os dias 7 e 10 de setembro. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos sobre o total da amostra. O intervalo de confiança é de 95%.

 

Medidas anunciadas pelo Governo já encontram muita resistência no Congresso. A principal delas: ninguém quer ouvir falar da volta da CPMF, nem mesmo os aliados do Governo. Duas das propostas afetam as emendas parlamentares de deputados e senadores ao orçamento: o Governo quer usá-las para compensar cortes nas programações das despesas da saúde e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). 

Com as emendas, os parlamentares destinam recursos públicos para atender projetos específicos de interesse de seus eleitores. E o Governo quer usar essa ferramenta para cobrir parte do rombo no orçamento do ano que vem. Ou seja, das 16 medidas propostas, apenas uma depende unicamente de um decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff para entrar em vigor. 

A proposta é alterar a alíquota do Reintegra (programa de incentivo à exportação), o que aumentará a arrecadação em R$ 2 bilhões. As demais precisam do aval do Congresso. Entretanto, não há consenso. 

O deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB), que participou na semana passada da reunião da Comissão Mista do Orçamento, afirmou que o diálogo constatou a “falta de sintonia” entre a proposta e a base governista. “Vários parlamentares afirmaram que o Governo precisa de uma proposta mais consistente e que gere credibilidade ao País. É a terceira medida de ajuste fiscal. É preciso uma proposta definitiva. E não medidas provisórias, sem ter a certeza de que irá resolver a situação, que é grave”, disse o tucano, acrescentando que questionou acerca do o fim do abono de permanência. 

Segundo ele, é preciso saber o impacto desta medida, para que não inviabilize a execução de projetos, citando o caso do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) que possui cerca de 1.500 servidores que deveriam ir para a aposentadoria e, como não terá concurso público, poderá, de acordo com o parlamentar, significar que o Nordeste ficará sem um órgão para as ações de combate à seca. 

Gomes de Matos classificou as propostas como “inconsequentes”. “Isso demonstra que quando o governo lançou as obras do PAC foi sem planejamento e recurso para executa-las. Infelizmente, irão parar”, disse em referência à medida que utiliza os recursos destinados a emendas parlamentares para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). 

O deputado Chico Lopes (PCdoB), que mesmo sendo crítico às posturas do Governo e ao ajuste, pediu maior diálogo e disse que, sem entendimento, não será possível o País sair da crise. Ele lembrou que as maiores potências mundiais estão com problema, contudo, estão se recuperando e contam com a ajuda do Congresso. Aqui, no Brasil, segundo o comunista, a classe política está mais“preocupada em cassar a Presidente e criar diversos problemas, do que se concentrar e encontrar uma solução”. Como alternativa, Lopes sugeriu a tributação de grandes fortunas. Para ele, isso resolveria o problema. “Vamos discutir e emendar e ajudar o Governo a se recuperar, porque, senão, o País quebra”, disse. 

Já o deputado Danilo Forte (PSB) afirmou não haver clima e lembrou que as propostas, até agora, não foram encaminhas ao Congresso. Por ora, “são apenas falácias, ou seja, não existe nada de concreto”, avalia. O socialista acredita que, por conta da resistência no Congresso, o Governo opte por elevar a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) da gasolina, uma vez que, segundo ele, não necessita do aval dos congressistas. 

O líder do Governo na Câmara dos Deputados, o cearense José Nobre Guimarães (PT), prevê dificuldades na votação de alguns itens do ajuste fiscal. Só a CPMF responde por metade dos R$ 64,9 bilhões que o Governo pretende obter com o pacote de aumento de tributos e corte de gastos.“Hoje, evidentemente, que se determinadas matérias fossem votadas, não teria maioria para aprovar. Tem um longo e tenebroso inverno para a gente superar. Ela compreendeu as pontuações que cada um fez e disse que vamos continuar o diálogo”, afirmou o petista.

Com informações do OE

 

 

 

Foram várias as visitas realizadas pelo grupo político liderado pelo ex-deputado e pré-candidato á prefeito de Sobral, Dr. Guimarães, tanto na sede do Município quanto nos distritos. As ações foram desde convites à casamentos, aniversários, eventos religiosos, ou simplesmente, para conversar com lideranças comunitárias que têm demonstrado apreço pelo ex-deputado.

No último domingo, dia 20,  cedinho, Dr. Guimarães foi convidado para participar de um café da manhã, na residência da educadora, Marlúcia dos Santos, no bairro da Coelce, onde quase 100 pessoas estavam no local.

Os presentes questionaram ao convidado de honra sobre suas pretensões políticas para o ano que vem. Dr. Guimarães se limitou apenas em dizer que estará a disposição do partido, ao qual fará parte, o PSDB, e principalmente, ao desejo popular: "A minha vinda aqui foi para atender ao convite da minha amiga Marluce. Me sinto feliz por isso. Quanto aos questionamentos sobre o meu futuro na política de Sobral, deixarei á cardo do meu novo partido, o PSDB, e mais ainda à vontade do povo da minha querida cidade, Sobral", falou Dr. Guimarães.  

Ainda no domingo, o ex-deputado Dr. Guimarães, visitou uma casa de recuperação para dependentes químicos, no distrito do Jordão, e viu de perto as dificuldades que os internos enfrentam por conta do descaso público: "É muito triste ver esta situação. Eles aqui tem dificuldades até para terem água para beber ou tomar banho. Isso sem falar no abandono dos poderosos. Eles me relataram que, mesmo com representantes legais aqui no distritos, nenhum deles nunca vieram, sequer, visitá-los. Isso é lamentável", relatou Dr. Guimarães.

Em seguida, sua comitiva se dirigiu, ainda no distrito do Jordão, para o sitio do João do Vale, que reuniu quase cem pessoas, para receberem o líder político, Dr. Guimarães. Lideranças da região e da sede do Município, estiveram presentes para, também, receber o pré-candidato, Dr. Guimarães.

No sábado, dia 19, ele participou de um almoço promovido pelos moradores dos Terrenos Novos, onde muitas pessoas estiveram presentes.  De lá, Dr. Guimarães seguiu para um evento religioso, promovido pela Igreja Manancial do Avivamento, do Pastor Ronaldo Pereira. Em seguida, toda sua comitiva se dirigiu para uma festa de aniversário de 15 anos, onde o ex-deputado foi o convidado especial para a festa.

 

Publicidades

Usuários online

Temos 911 visitantes e Nenhum membro online

Nossos vídeos