Capital e região

Capital e região (992)

Terça, 12 Dezembro 2017 12:34

Domingos Filho admite disputar o Senado

Escrito por

Conselheiro em situação de disponibilidade do extinto Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Domingos Filho admitiu ontem que pode disputar eleição em 2018 pelo PSD, sigla comandada hoje por seu filho, o deputado federal Domingos Neto.

Domingos afirma que, nas últimas semanas, tem conversado com líderes da oposição e colocado seu nome à disposição. “Devo disputar eleição majoritária, de preferência cargo do Senado”.

Desde a consolidação da extinção do TCM, no final de outubro, o conselheiro tem consultado advogados para avaliar alguma possível restrição legal a uma candidatura sua. Ele destaca, no entanto, decisões do Supremo Tribunal Federal que o “liberariam” para tentar vaga.

“O Tribunal de Contas do Estado já negou ao conselheiro do TCM Manoel Veras o direito de ser aproveitado e deu posse, como novo indicado, a Ernesto Sabóia. A partir daí, fica claro que não tenho qualquer perspectiva de ser aproveitado. E os impedimentos só se dão para quem pode ser aproveitado ou está em disponibilidade como punição, o que não é o meu caso”, explica Domingos.

Ele destaca que já pediu à Ordem dos Advogados do Brasil por seu registro para atuação profissional de advogado. “Pelo princípio da dignidade humana, eu não posso ficar impedido de exercer meus direitos fundamentais, e um desses direitos é o de representar pessoas, disputar eleições”.

(O POVO – Repórter Carlos Mazza)

Terça, 12 Dezembro 2017 12:31

Cid e Eunício lideram pesquisa para o Senado

Escrito por

Entre segunda-feira e quarta-feira da semana passada, de 4 a 6 de dezembro, o PMDB nacional encomendou pesquisa telefônica sobre o Ceará ao Instituto de Pesquisas e Estratégias (IPE), de Brasília.

Como toda pesquisa contratada por partidos políticos, os números precisam ser observados com cautela extra. A 10 meses da eleição, o cenário ainda pode mudar tremendamente. A metodologia de pesquisa telefônica é outro fator a ser considerado e demandar cuidado. Porém, mais até que as intenções de voto, a pesquisa serve para entender como as estratégias peemedebistas se movem.

A disputa pelo Senado

Para o Senado, meta de Eunício para a eleição do ano que vem, Cid Gomes (PDT) lidera, seguido de Eunício. Ano que vem serão duas vagas em disputa e os dois aparecem com pelo menos o triplo das intenções de voto de todos os demais postulantes, tanto para a primeira quanto para a segunda vaga. Além de ambos, as simulações colocam como opções José Pimentel (PT), André Figueiredo (PDT) e Roberto Pessoa (PR).

*Primeira opção de voto

Cid Gomes – 30%

Eunício – 24%

Pimentel – 7%

André Figueiredo – 5%

Roberto Pessoa – 3%

Branco/nulo – 22%

Não sabe ou não respondeu – 8%

Segunda opção de voto Eunício – 25% Cid Gomes – 19% André Figueiredo – 6% Pimentel – 6% Roberto Pessoa – 4% Branco/nulo – 29% Não sabe ou não respondeu – 12% Isso de forma alguma significa que a eleição esteja definida. Em 2010, Tasso tinha mais que o dobro das intenções de voto de Eunício e Pimentel e acabou atrás de ambos. Porém, a se considerar que a pesquisa tenha captado o sentimento real do eleitor, na largada, os demais candidatos teriam grande desvantagem para tirar em relação a Cid e Eunício.

Blog do Eliomar

Cerca de 60 mil famílias cearenses em situação de extrema pobreza serão beneficiadas com auxílio mensal de R$ 85 do Governo do Ceará através do Cartão Mais Infância. A ação do Programa Mais Infância Ceará foi lançada pelo governador Camilo Santana e pela primeira-dama Onélia Santana, na manhã desta segunda-feira (11), em cerimônia realizada no Centro de Eventos do Ceará.

A transferência de renda ocorrerá para núcleos familiares cearenses com crianças de 0 a 5 anos e 11 meses que se enquadrem na situação de alta vulnerabilidade social: residentes de zona rural, em propriedades sem banheiro ou sanitário, de estrutura inapropriada (taipa, palha, madeira aproveitada ou outro material), além de residências urbanas sem água canalizada em pelo menos um cômodo.

Em seu discurso no evento, Camilo Santana revelou que cerca de 50 mil famílias do Estado já receberão o Cartão Mais Infância ainda neste mês de dezembro. Até julho de 2018, cerca de 60 mil famílias cearenses em situação de extrema pobreza serão beneficiadas.

O governador comemorou mais uma ação do Mais Infância e reforçou o foco da gestão estadual em oferecer mais qualidade de vida e oportunidades para cidadãos cearenses que enfrentam a pobreza no Ceará.

“O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), juntamente com o Ministério da Ação Social, fez um estudo identificando as famílias que têm crianças de zero a seis anos que vivem em extrema pobreza. Inicialmente, todas as famílias registradas passam a receber este mês. A partir daí, todo um trabalho de acompanhamento para identificar novas famílias para também receber esse auxílio. Estamos aqui pensando nas novas gerações, para que elas não sofram com os mesmos erros das antigas, e tenham mais oportunidades no futuro”, afirmou.

Idealizadora do Mais Infância, a primeira-dama Onélia Santana complementou que a expansão do alcance do benefício ocorrerá por meio de busca ativa (ação de localização de pessoas em situação de vulnerabilidade).

Blog do Roberto Moreira

O Governo do Ceará lança nesta terça-feira (12), às 19h, no Palácio da Abolição, a Sala de Imprensa Todos pela Água e o livro “Caminho das Águas – Histórias de Convivência com a Seca no Ceará”.

A sala é um canal virtual de comunicação direta com a imprensa, que reúne conteúdo relativo às ações de segurança hídrica e convivência com a seca no Estado. Nela, o mercado da comunicação poderá ter acesso diário a dados e informações relativas às políticas públicas de recursos hídricos no Ceará, além de matérias jornalísticas e reportagens especiais, imagens, áudios com sonoras, vídeos, apresentações e documentos para download. Para baixar o conteúdo, é necessário realizar um cadastro disponível no próprio site, no endereço eletrônico que será divulgado no lançamento.

Já o livro Caminho das Águas apresenta uma narrativa sobre a relação épica do cearense com o clima semiárido, e o fortalecimento da política estadual de recursos hídricos. Ele percorre a Capital e municípios do interior do Ceará com o objetivo de aproximar os cearenses desse caminho em que a água percorre mais de 200 quilômetros até chegar nas nossas casas. Além disso, o livro passeia pela inventividade de um povo que aposta na tecnologia, mas também na criatividade para lidar com uma das secas mais longas dos últimos cem anos.

Blog do Roberto Moreira

O Brasil ultrapassou a Rússia em 2015 e agora abriga a terceira maior população prisional do mundo, segundo dados divulgados nesta sexta (8) pelo Ministério da Justiça. Eram 699 mil brasileiros presos naquele ano, contra 642 mil russos. Atualmente, só perdemos para os Estados Unidos (2,1 milhões) e a China (1,6 milhão).

Também temos a terceira maior taxa de encarceramento por 100 mil habitantes (342) desde 2000, quando ultrapassamos os chineses (119). O índice é mais baixo apenas que o dos americanos (698) e da Rússia (445), mas é o único que está em crescimento contínuo desde 1995.

Os dados são do Infopen (Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias), que é feito pelo Depen (Departamento Penitenciário Nacional) desde 2004. A coleta é realizada por meio de um formulário digital, preenchido pelos gestores de todos os estabelecimentos prisionais dos Estados brasileiros.

O censo de dezembro de 2014 era o mais atual até esta sexta, quando o órgão lançou as informações de dezembro de 2015 e junho de 2016, colhidas de maneira simultânea no ano passado.

MAIS SUPERLOTAÇÃO

O levantamento mais recente indica que o número de vagas no sistema prisional brasileiro diminuiu, na contramão da população carcerária, que só cresce. Foram registradas 3.152 vagas a menos (queda de 0,8%) e 28.094 presos a mais (alta de 4%) no primeiro semestre de 2016, com relação ao fim de 2015.

Com isso, a taxa de ocupação nas prisões saltou de 188% para 197% no período, ou seja, há dois presos para cada vaga em presídios no Brasil. Na prática, nove em cada dez detentos vivem em unidades superlotadas.

Uma resolução do Ministério da Justiça de novembro do ano passado recomenda que o limite da superlotação seja, no máximo, de 137,5%, mas todos os Estados ultrapassam esse índice.

“O Depen é responsável por fazer inspeções e verificações nas unidades prisionais. Não há uma punição do Depen [aos Estados que descumprem a resolução], mas há uma sentença recente do Distrito Federal no sentido de indenizar pessoas que tiveram seus direitos subtraídos”, disse o diretor-geral do Depen, Jefferson de Almeida, durante a apresentação dos dados nesta sexta.

Em maio, em Genebra, o Brasil se comprometeu a reduzir sua população carcerária em 10% até 2019, após pressão da comunidade internacional.

Segundo Almeida, o Ministério da Justiça “atuou fortemente” com o Judiciário para implantar audiências de custódia –cujo objetivo é evitar prisões desnecessárias– e medidas de estímulo a penas alternativas.

A estimativa do governo, de acordo com ele, é que tais ações tenham evitado a entrada de cerca de 140 mil pessoas no sistema prisional em 2017. O dado exato, porém, só estará disponível no início do ano que vem, após a conclusão dos estudos.

“Se formos imaginar que vamos resolver o problema [da superpopulação] apenas com criação de vagas, nós vamos demorar bastante tempo”, disse Almeida.

Ele disse que, em dezembro do ano passado, foi repassado aos Estados R$ 1,2 bilhão do Funpen (Fundo Penitenciário Nacional), que até então vinha sendo contingenciado. Neste ano, há a expectativa de repassar cerca de R$ 678 milhões do fundo –o valor exato, segundo Almeida, será calculado até o fim deste mês.

Para Rafael Custódio, da ONG Conectas Direitos Humanos, os novos números do Infopen não são surpresa. “O resultado do levantamento é reflexo de uma opção política. O Brasil continua insistindo no erro do encarceramento em massa de pobres, negros e jovens.”
O levantamento, afirma, reforça o fato de que as rebeliões que ocorreram no início deste ano no Amazonas, em Roraima e no Rio Grande do Norte não foram por acaso.

Em janeiro, conflitos entre facções criminosas dentro de presídios deixaram mais de 120 detentos mortos nesses Estados. Os três registraram taxas de superlotação acima da média nacional em 2016 –o AM é disparado o pior do país, com 484%.
“Um Estado que deixa sua taxa de ocupação chegar a esse ponto é um Estado omisso e que está conivente com a violação dos direitos humanos”, diz Custódio.

PERFIL DOS PRESOS

Segundo o estudo, o perfil do detento brasileiro não mudou. A maioria é negra, homem, tem 18 a 29 anos, fundamental incompleto e foi presa por crimes ligados ao tráfico de drogas ou roubos e furtos.

A porcentagem de presos sem condenação aumentou. Passou de 37,5% em dezembro de 2015 para 40,2% em junho de 2016.

Questionado sobre a aparente ineficácia das ações para reduzir o número de presos sem condenação, como as audiências de custódia com juízes que avaliam a legalidade das prisões em flagrante, o diretor-geral do Depen respondeu que considera cedo para avaliar.

As audiências de custódia começaram a ser realizadas em São Paulo no início de 2015 e foram estendidas gradualmente a outros Estados.”Não podemos dizer se houve ou não melhoria. A audiência de custódia é muito recente, e não está sendo realizada ainda em todas as comarcas da federação”, disse Almeida.

Os Estados com mais presos provisórios são Ceará (66%) e Sergipe (65%); os melhores são Amapá (23%) e Rondônia (17%). São Paulo está abaixo da média nacional, com 32%.

 

Com informações Folha de S. Paulo

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), participou, na tarde dessa sexta-feira (8), em Fortaleza, da assinatura de acordos de cooperação técnica entre o Governo do Estado do Ceará e a Federação das Indústrias do Estado do Ceará. Durante o tradicional almoço oferecido pela Fiec, formam firmados compromissos por diversas entidades do Poder Público e da sociedade civil organizada em prol de um desenvolvimento econômico sustentável e com justiça social para o estado.

Segundo Eunício, fazer o país voltar a crescer e gerar oportunidade para as pessoas é uma das duas prioridades do Congresso Nacional. A outra, é segurança pública. “Temos duas pautas prioritárias no Congresso. A primeira é uma pauta de segurança pública, com mais de 20 projetos. A segunda é a questão da microeconomia, onde está geração de emprego e renda, com oportunidade para as pessoas. Não são temas coorporativos. Vou pautar os projetos que sejam de interesse da sociedade”, pontuou ele, ao destacar que comissões especiais estão otimizando os trabalhos.

O presidente do Senado tem acompanhado as reuniões da equipe econômica do Governo Federal. Para ele, a economia do Brasil deve crescer em torno de 2,5% no próximo ano. Portanto, para que o crescimento possa se transformar em distribuição de renda e em oferta de empregos, é importante que o Legislativo ofereça mecanismos que possibilitem esse ambiente.

Uma das ações essenciais já foi feita, na avaliação Eunício, que foi a convalidação dos incentivos fiscais, que permitiu ao Ceará manter os programas de incentivos que geram milhares de empregos e proporcionam competividade ao estado. O parlamentar disse ainda que trabalha para capitalizar a Caixa Econômica Federal em R$ 10 bilhões voltados ao fomento de ações sociais e reduzir os juros do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste (FNE), para que o Banco do Nordeste estimule ainda mais a economia na região.

“Esse é o papel que procuramos fazer, além de trazer mais recursos, como os que virão para concluir a Transposição do São Francisco e o Cinturão das Águas. Eu tenho feito uma parceria administrativa com o Governo do Estado em benefício da população do Ceará, e estou conseguido R$ 65 milhões para que o Hospital de Quixeramobim funcione em sua plenitude. Liberamos hoje quase R$ 80 milhões para vários municípios e, assim, seguimos trabalhando”, enalteceu.

Cooperação Técnica

Durante o evento na Fiec, foram assinados acordos de cooperação técnica entre a entidade, o Governo do Estado e órgãos vinculados, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), Conselho Gestor do Fundo de Inovação Tecnológica (Cogefit), Secretaria da Fazenda e Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

O governador Camilo Santana fez um balanço de sua gestão em áreas estratégicas, apresentando vídeos institucionais e dados relacionados à educação, segurança pública, saúde, infraestrutura, desenvolvimento econômico, entre outras. Segundo ele, o Ceará está prestes a se tornar referência em três grandes redes: a de aviação, com o Hub das empresas Air France, KLM e Gol que será instalado em maio de 2018; a de conexões digitais, por meio de um centro de dados e da infraestrutura de cabos de fibra ótica que passam pelo estado; e de conexões portuárias, com a atuação do Complexo Portuário do Pecém e as parcerias que em breve serão firmadas com portos estrangeiros.

Camilo aproveitou a ocasião para agradecer o apoio que tem recebido do senador Eunício Oliveira em Brasília, parceria essencial para a obtenção de recursos junto ao Governo Federal voltados a ações estratégicas, como o Cinturão das Águas e Metrofor, e aprovação célere de empréstimos internacionais, requisito fundamental para que novos investimentos possam ser realizados. Um exemplo foi a aprovação dos R$ 400 milhões para construção dos Hospitais Regionais do Vale do Jaguaribe, já com ordem de serviço assinada, e da Região Metropolitana de Fortaleza.

Na solenidade, foi firmado um Convênio de Cooperação Técnica e Financeira para promover estudos e pesquisas que viabilizam mapeamento das fontes energéticas, construção de cenários futuros sobre uso dessas fontes e consolidação das informações em novo Atlas Eólico e Solar do Estado do Ceará. Foram assinados o Termo de Liberação de Recursos que viabiliza o contrato entre Adece e Empresa Atlas Eólico Solar para elaboração do Atlas e o Decreto para Consolidação da Legislação do Fundo de Desenvolvimento Industrial do Ceará.

Também foram assinados uma retificação do lançamento anual de editais de inovação do Inovafit, nas datas 25 de maio e 19 de outubro, e o autógrafo de Lei que altera a Lei 15.992, de 22/4/2016, que dispõe sobre a sistemática de tributação diferenciada, relativamente ao ICMS incidente sobre as operações e prestações de serviços relacionadas com a construção, instalação e funcionamento do Centro de Conexões de Vôos (Hub), no aeroporto internacional de Fortaleza.

Com informação da A.I

O Ceará deve receber chuvas em todas as regiões nesta segunda-feira (11), conforme previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos. Segundo a Funceme na segunda-feira há possibilidade de chuva em todas as regiões.

As chuvas podem cair devido as áreas de instabilidade que estão associadas à atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS – banda de nebulosidade e precipitação com orientação noroeste-sudeste que se estende desde o sul e leste da Amazônia até o sudoeste do oceano Atlântico Sul), padrão observado nos últimos dias.

Para a tarde deste sábado (9), há possibilidade de chuvas no sudoeste do estado. Nas demais regiões, céu entre parcialmente nublado e claro. Para domingo (10), nebulosidade variável com possibilidade de chuva em todas as regiões no decorrer do dia.

Com informação do G1

Ao receber uma comitiva de prefeitos do Ceará, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), confirmou a edição e publicação de portaria do ministério da Educação (MEC) autorizando a criação de quatro cursos de medicina no estado.

Antes de iniciar a audiência, o senador esteve com Henrique Sartori, Secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES), responsável por informar sobre o processo. De acordo com Eunício, a portaria será publicada até o próximo dia 18.

A decisão favorável ao Ceará vem após o trabalho de Eunício junto à presidência da República e ao MEC para que a decisão do governo, em proibir, através de decreto, a criação de novos cursos de medicina em todo o país por cinco anos.

“Essa é uma reivindicação antiga das diversas regiões do Ceará e nós não podíamos ficar de braços cruzados. Depois de muita luta e insistência, as faculdades de medicina estão confirmadas para atender a demanda de estudantes que sonham em cursar e exercer essa profissão”, disse.

IFCEs Lavras e Mombaça

Ainda sobre as conquistas através do MEC, Eunício disse que também estão garantidos os recursos para instalação dos Institutos Federais de Educação do Ceará (IFCE) nas cidades de Lavras da Mangabeira e Mombaça. “Essas duas questões ainda estavam pendentes, mas hoje recebemos a confirmação e teremos mais educação de qualidade e profissionalizante nessas duas localidades”, comemorou.

Fundeb

Durante o encontro, os prefeitos também pediram apoio do presidente do Senado para intervir junto ao Executivo Federal no sentido de buscar uma solução para a atualização do valor do Fundeb (Fundo da Educação Básica). Segundo os gestores municipais, a parcela referente ao mês de dezembro teve uma redução de 46% do valor original, o que resultará em dificuldades financeiras para as cidades neste final de ano. “Nós sabemos que o senador sempre atende os municípios do Ceará com muita atenção e por isso também viemos fazer um apelo para que esse desconto do Fundeb, de quase 50%, possa ser revertido junto à presidência da República&rdquo ;, solicitou a prefeita Sônia Costa, da cidade de Madalena.

Sobre a questão, Eunício disse que reforçará essa luta e fará o possível para que a medida seja revertida.

Com informações da Ascom

Duas novas bases do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), vão ser implantadas. Desta vez, nos municípios do Crato, Região do Cariri do Estado, e de Acaraú, Região Norte. O anúncio foi feito nessa terça-feira, 5, pelo governador Camilo Santana.

De acordo com o governador a entrega das unidades do Raio está marcada para o próximo dia 23, no Crato, e no dia 28, em Acaraú.

Ambas as unidades, serão compostas por 37 policiais, com apoio de 16 motocicletas e uma viatura, em cada município. Os policiais militares são treinados para realizar abordagens ostensivas mais técnicas e percorrem ruas e avenidas de maior tráfego nas zonas urbanas e rurais, dando mais agilidade às ações policiais no combate à criminalidade.

O Governo do Estado ampliou a atuação do Raio em Fortaleza, estabelecendo bases nos bairros da Messejana, Vila Velha e Parangaba. Além disso, o reforço também se estendeu à Região Metropolitana de Fortaleza, com unidades em Maracanaú, Caucaia e Maranguape. Em abril do próximo ano, mais 202 homens ganham as ruas em diferentes pontos de Fortaleza, dobrando o efetivo operacional do BPRaio na cidade.

Com informações do G1 Ceará

Foi assinado nesta quarta-feira (6), em São Paulo, o Memorando de Entendimento para cooperação estratégica entre o Governo do Ceará e o Banco de Desenvolvimento da China. O documento consolida uma pactuação para construção de estratégias em prol do desenvolvimento econômico sustentável do Estado, e possibilita que empresas implantem e patrocinem projetos locais relevantes, incluindo a instalação da refinaria no Ceará, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), e parcerias na área da Saúde. O memorando está em vigor pelo período inicial de três anos e poderá ser prorrogado caso haja consentimento futuro mútuo das partes.

Antes da cerimônia, o governador Camilo Santana participou de uma reunião com o vice-presidente do Banco de Desenvolvimento da China, Cai Dong, e representantes da direção do banco. Durante a conversa, o chefe do Executivo apresentou a situação econômica do Ceará, como a política de atração de investimentos com a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) e exibiu um vídeo de apresentação do Estado para os asiáticos.

“Tratamos e assinamos hoje um acordo em relação ao financiamento de dois projetos importantes para o Ceará. Um é a refinaria, luta antiga do Estado, e o outro está na área da Saúde, que é o interesse da empresa China Meheco Corporation, uma das maiores empresas da área do mundo que já visitaram nosso Estado e querem se instalar no Ceará. Esse é um momento histórico, muito importante. Mais um passo para a concretização da refinaria. Os chineses farão em breve nova visita ao Estado, eles estão analisando o projeto do Pecém, e vamos trabalhar para trazer esse grande empreendimento”, garantiu o governador.

Camilo destacou aos empresários chineses a importância da refinaria para o desenvolvimento econômico, com geração de empregos e fomentação de novas oportunidades de negócio, para o Ceará. Além disso, o governador também explanou acerca da vocação turística cearense, afirmando que “estamos de portas abertas e com um povo muito trabalhador” diante de novas iniciativas.

“Vamos construir junto com o banco a melhor equação para que esses dois projetos (refinaria e Saúde) sejam realizados”, afirmou o governador.

A comitiva do Ceará que participou da assinatura do Memorando de Entendimento contou ainda com o assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Balhmann, e o presidente da ZPE, Mário Lima.

Dirigente do banco chinês, Cai Dong afirmou que a iniciativa privada do país enxerga infraestrutura e potencial econômico “impressionante” no Ceará, e elogiou a constante de investimentos públicos para melhoria da qualidade de vida da população por meio de ações no campo da Educação e outras áreas. “Isso dá bastante confiança ao CDB de que Ceará está numa trajetória de crescimento”, disse Dong.

A pactuação com o Ceará, segundo aponta o CEO do CDB, é resultado da compreensão da grande importância do mercado brasileiro. “Temos um saldo muito positivo para investir no país e estamos muito satisfeitos com a assinatura deste memorando. Podemos dizer que agora o Ceará é um amigo de cooperação da China”, complementou.

No último mês de setembro, comitiva do Governo do Ceará viajou até a China para consolidar o financiamento do projeto da refinaria. O empreendimento, que funcionará dentro da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), no Pecém, tem expectativa de gerar pelo menos 10 mil empregos na fase de construção e 8 mil postos permanentes entre diretos e indiretos. A previsão inicial é de que a unidade de refino produza até 300.000 barris/dia.

O Banco de Desenvolvimento da China, que atualmente conta com ativos de US$ 2,2 trilhões, se comprometeu a financiar o projeto com US$ 4 bilhões na primeira fase de construção do equipamento no Pecém, além de US$ 3,5 bilhões para implementação de todo o parque petroquímico na região.

Com informação do Governo do Estado do Ceará

Página 1 de 71

Publicidades

Usuários online

Temos 1063 visitantes e Nenhum membro online

Nossos vídeos