Segunda, 11 Junho 2018 09:39

Política Municipal da Pessoa com Deficiência será votada hoje na Câmara de Vereadores. O Presidente Paulo Vasconcelos pede apoio dos vereadores

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Será votada nesta segunda-feira (11/06), na Câmara Municipal de Sobral, a partir das 17 horas, a lei que trata da Política Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Para o momento, o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Com Deficiência (CMDPCD) convida as pessoas que apoiam a causa pra comparecer à votação.

"Essa lei trará muitos benefícios para as PCD's [pessoas com deficiência], tanto no âmbito da educação inclusiva, quanto da saúde, mobilidade urbana, assistência social, trabalho, esporte, cultura e lazer, concretizando uma política para a população e trazendo maior qualidade de vida e oportunidade de uma vida mais digna. É muito importante que as PCD's e seus familiares se façam presentes, a fim de termos visibilidade na Câmara dos Vereadores e conseguirmos a aprovação dessa lei, que será um avanço no processo de acessibilidade para todos", destaca a presidente do CMDPCD, Cristina Nunes. 

O presidente da Câmara Municipal, vereador Paulo Vasconcelos tem demonstrado total apoio à causa. Semana passada, foi aberta uma tribuna popular para levar ao conhecimento dos vereadores sobralenses, os desafios e conquistas das pessoas portadoras de deficiência. 

O presidente Paulo Vasconcelos pediu aos seus colegas vereadores que votassem á favor do projeto, onde segundo Paulo Vasconcelos, vai dar forças às causas do Conselho Municipal dos direitos das Pessoas Portadoras de Deficiência: "Uma vez que este projeto for aprovado, todas as reivindicações e apelos do Conselho, terão que ser visto com outro olhar. O nosso prefeito Ivo Gomes já sinalizou apoio a causa, e cabe agora a nós vereadores legalizar isto. Acredito e espero que todos os vereadores votam à favor deste importante projeto que é, não apenas para pessoas portadoras de algum tipo de deficiência, mas para todos os sobralenses", destacou Paulo Vasconcelos.

Outro vereador que também já demonstrou apoio à causa foi o vereador Romário Araújo. Ele disse que vem acompanhando os trabalhos do Conselho e que sabe bem a importância da aprovação deste projeto: "Tudo o que é lei, passa a ser obrigatório. Com esta aprovação, certamente que o Município vai dar uma atenção ainda mais especial a esta luta. E nós, como fiscais do povo, temos a obrigação social em aprovar este projeto que já tem o apoio do nosso prefeito Ivo Gomes", falou Romário Araújo.

Ler 189 vezes
Wellington Marques

(88) 9.9989.4965

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Publicidades

Usuários online

Temos 1448 visitantes e Nenhum membro online

Nossos vídeos